domingo, 20 de setembro de 2015

Jesus Cristo e a Sagrada Escritura


Jesus Cristo recebendo o Batismo de Fôgo do Espírito Santo. Ao lado esquerdo, João Batista, aquele que batizava com águas, prostrado reconhecendo a autoridade de seu Mestre Jesus-Deus.

2. Jesus: O Filho de Deus é Divino;

Uma Jesus Cristo baseado nos Seus evangelhos sinóticos, na Bíblia, e pelo olhar da cultura judaica, o ambiente em que Jesus cresceu e pregou. Uma visão do Jesus-Deus do monofisismo e pelas Escrituras deixadas a partir de Marcos em 70 d.C.

Jesus pregava uma serenidade, sabedoria e bondade de alma: Gostava dos humildes, dos cordatos, dos pacificadores, dos puros de coração, dos misericordiosos ou que tinham compaixão do outro e dos que expressavam seus sentimentos e ensinava que devíamos ser assim. Mas não deixava de lado a necessidade da Justiça Divina: Após Mt. 5:5, Ele convocava a nós para expormos a nossa necessidade de justiça e pedir para que Ele a faça. Se for da justiça de Deus, Ele a fará.

Ele avisava do que cairia dos céus sobre a cabeça daqueles que nos discriminassem com discursos de ódio, raiva ou deboche por segui-lo. Mt. 5, 11 e 12. É a "perseguição por causa de mim".

Jesus disse que ninguém seria salvo só por boas obras. Repare: "Só". Jesus não excluiu as boas obras do currículo vitae de alguém... Apenas disse que não só seria por boas obras dada a salvação, mas principalmente e incondicionalmente, por o reconhecermos como seu Salvador.

Efésios 2:8

“Porque pela Graça sois salvos mediante a Fé e isto não vem de vós: É dom de Deus: Não por obras, para que ninguém se glorie”.

Mateus 5, 15 - "E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Ao contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa".

Mateus 5, 16 - "Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Ao Pai e não a nós.

Ou seja, mesmo que pessoas sejam alvo de boas obras de seus semelhantes, devem estas glorificar a Deus, que é único gerador dessas boas obras, porque Ele as permitiu.

A Obra de Deus é muito grande, não são apenas serviços sociais. É o Ide e Pregai a todos os povos. E congregar é incluir-se no Corpo da Santa Igreja católica Apostólica Romana. A idéia de apenas rezar juntos em um templo surgiu do judaísmo; a congregação mínima dos dez. Ide e Pregai a todos e a todas as nações.

Siga a Santa Igreja Católica, que vela pelo Cristianismo há dois mil anos e contra ela nada prevalecerá. Aos outros irmãos, o amor de Cristo.

Joaquim Cutrim.